quinta-feira, 19 de abril de 2012

Oração




Cântico das Criaturas

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.

1. Altíssimo, omnipotente, bom Senhor,
 2. a ti o louvor, a glória, a honra e toda a bênção.
 3. a ti só, Altíssimo, se hão-de prestar e nenhum homem é digno de te nomear.

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.

1. Louvado sejas o meu Senhor, com todas as tuas criaturas,
2. Especialmente o meu senhor irmão Sol, o qual faz o dia e nos alumia. E ele é belo e radiante, com grande esplendor: e de ti Altíssimo, nos dá a imagem.

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.

3. Louvado sejas ó meu Senhor,
1. pela irmã lua e as estrelas: no céu as acendeste, claras, e preciosas, e belas.

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.

2. Louvado sejas ó meu Senhor,
3. pelo irmão vento, e pelo ar, e nuvens, e sereno, e todo o tempo, por quem dás às tuas criaturas o sustento.

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.

1. Louvado sejas ó meu Senhor,
2. pela irmã água, que é tão útil, e humilde, e preciosa, e casta.

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.

3. Louvado sejas ó meu Senhor,
1.pela nossa irmã, a Mãe terra, que nos sustenta e governa, e produz frutos variados, com flores coloridas e verduras.

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.

2. Louvado sejas, ó meu Senhor,
3. por aqueles que perdoam por teu amor,  e suportam enfermidades e tribulações.
1. Ditosos os que as suportam em paz, por ti, Altíssimo, serão coroados,
2. Louvado sejas, ó meu Senhor,
3. por nossa irmã, a morte corporal, à qual nenhum vivente pode escapar.
1. Ai daqueles que morrem em pecado mortal!
2. Ditosos os que cumpriram tua santíssima vontade, porque a segunda morte não lhes fará mal.

3. Louvai e bendizei o meu Senhor, e dai-lhe graças e servi-o com grande humildade.

Cântico Refrão: Altíssimo, Omnipotente e bom Senhor, a Ti toda a honra, toda a glória, a ti o louvor.
Adaptação: Acácio Sanches. 
    
Escutar o cântico “Tu me conheces” – CD- água Viva
Salmo de quem canta o amor de Deus
Como tu és grande, Senhor!
e que bom é louvar-Te e dar-Te graças,
porque nunca Te cansas de amar a humanidade.
Que alegria sente o meu coração ao saber que pensas em mim!
Todos os problemas, desilusões e vendavais desaparecem, porque me sinto plena de paz.
Quem me afastará do teu amor?

No meio da cruz, reafirmaste o teu amor,
perdoando aos teus verdugos.
Quem me afastará do teu amor?
No meio dos insultos, dos gritos e das torturas, pedias às mulheres que não chorassem por Ti, mas pelos que Te suplicavam.
Quem me afastará do teu amor?

Quando todos queriam condenar a mulher
adúltera, Tu olhaste-a com amor,
perdoaste-a e salvaste-a da morte certa,
Quem me afastará do teu amor?

Quando Maria Madalena banhou os teus pés com lágrimas, enquanto a gente murmurava e falava mal dela, Tu dirigiste-lhe a palavra, não para condenar, mas para lhe concederes o perdão.
Quem me afastará do teu amor?

Por anunciares a verdade, perseguiram-te, prepararam um juízo, com testemunhos falsos, compraram o povo para que pedisse a tua condenação. No fim, condenaram-te ao suplício mais indesejado; a uma morte destinada à escória da sociedade. Mas, na cruz, perdoaste a todos.
Quem me afastará do teu amor?

Ao morreres, ficámos órfãos.
Mas deste-nos à tua mãe, como nossa Mãe. Ela acompanhou os discípulos,
naqueles três dias intermináveis
e hoje continua a acompanhar-nos
no nosso peregrinar diário.
Quem me afastará do teu amor?

Pedro negou - Te três vezes, as três em tom de enfado. Os restantes discípulos desapareceram. Ninguém sabia onde estavam. Todos se esconderam e ninguém queria saber nada de ti. Porém, ao terceiro dia ressuscitaste, apareceste aos doze e em vez de lhes lançares na cara o seu comportamento, a sua cobardia, a sua fuga, disseste-lhes com palavras cheias de amor, "a paz esteja convosco"
Quem me afastará do teu amor?

Nada nem ninguém, Senhor
nada nos afastará do grande amor que tens por nós. Nem as espadas, nem as guerra, nem a perseguição, nem sequer as nossas dívidas.
Como és grande, Senhor!

Leitura Bíblica
«Assim como o Pai me tem amor, assim Eu vos amo a vós. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como Eu, que tenho guardado os mandamentos do meu Pai, também permaneço no seu amor. Manifestei-vos estas coisas, para que esteja em vós a minha alegria, e a vossa alegria seja completa. É este o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros como Eu vos amei. Ninguém tem mais amor do que quem dá a vida pelos amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que Eu vos mando. Já não vos chamo servos, visto que um servo não está ao corrente do que faz o seu senhor; mas a vós chamei-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi ao meu Pai. (Jo15,9-15)

Partilha
Oração final - Toma as minhas mãos

Toma as minhas mãos, Senhor
E usa-as como se fossem Tuas.
Sejam instrumentos de amor
A iluminar e a aquecer.

Toma os meus pés, Senhor
E usa-os como se fossem Teus.
Sejam mensageiros do amor.
No caminho dos irmãos

Toma meu coração, Senhor
E usa-o como se fosse Teu.
Seja expressão do Teu amor, Senhor
Do Teu infinito amor.

Toma tudo o que sou, Senhor
Renovo com amor a minha entrega.
Seja sinal da minha gratidão
Minha vida em tuas mãos.

Cântico final: Entoemos hinos oo… ao Senhor cantemos oo.. Louvai a Deus Terra inteira. Aleluia, Aleluia.     

Vieni vieni Spirito d'Amore.wmv

Ruah

Vigília do Espírito Santo

 Introdução
  1. Cântico – Espírito de Amor
  1. Saudação

A paz do Senhor esteja convosco.

R/ E contigo também.

Nesta noite demos uns minutos a Deus.
Preparemo-nos interiormente para escutar a Sua Palavra. Ele tem sempre boas novas para nos comunicar.
Que a semente de Palavra encontre um campo bem preparado, oremos ao Espírito.

  1. Oração inicial

Intervenção de uma pessoa

Espírito Santo, que encheste os corações dos apóstolos no cenáculo:
R/ Vem aos nossos corações.


Espírito Santo, por quem os apóstolos pregavam a palavra de Deus com audácia e liberdade:
R/ Vem aos nossos corações.


Espírito Santo, que desceste sobre os que ouviam a palavra de Pedro:
R/ Vem aos nossos corações.


Espírito Santo, que enchias de alegria os que abraçavam a fé:
R/ Vem aos nossos corações.


Espírito Santo, que és luz, força e consolação;
R/ Vem aos nossos corações.



  1. Cântico – Espírito de Amor


Leitura do profeta Ezequiel (37, 1-14)
A mão do Senhor desceu sobre mim; então, conduziu-me em espírito e colocou-me no meio de um vale que estava cheio de ossos. 2Fez-me passar junto deles, à sua volta, e eis que eles eram muitos sobre o solo do vale; e estavam completamente ressequidos. 3O Senhor disse-me: «Filho de homem, estes ossos poderão voltar à vida?» Eu respondi: «Senhor Deus, só Tu o sabes.» 4Ele disse-me: «Profetiza sobre estes ossos e diz-lhes: Ossos ressequidos, ouvi a palavra do Senhor. 5Assim fala o Senhor Deus a estes ossos: Eis que vou introduzir em vós o sopro da vida para que revivais. 6Dar-vos-ei nervos, farei crescer a carne que revestirei de pele e depois dar-vos-ei o sopro da vida, para que revivais. Sabereis assim, que Eu sou o Senhor.» 7Profetizei, segundo a ordem recebida. E aconteceu que, enquanto eu profetizava, ouviu-se um ruído, depois um tumulto ensurdecedor; entretanto, os ossos iam-se juntando uns aos outros. 8Olhei e eis que se formavam nervos, a carne crescia, e a pele cobria-os por cima; mas neles não havia espírito. 9Então, Ele disse-me: «Profetiza! Profetiza, filho de homem, e diz ao espírito: Assim fala o Senhor Deus: Espírito, vem dos quatro ventos, sopra sobre estes mortos, para que eles recuperem a vida’.» 10Profetizei como me era ordenado e, imediatamente, o espírito penetrou neles. Retomando a vida, endireitaram-se sobre os pés; era um exército muito numeroso. 11Ele disse-me: «Filho de homem, esses ossos são toda a casa de Israel. Eles dizem: ‘Os nossos ossos estão completamente ressequidos, a nossa esperança desvaneceu-se; ficámos reduzidos a isto.’ 12Profetiza, por conseguinte, e diz-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Eis que abrirei as vossas sepulturas e vos farei sair delas, meu povo, e vos reconduzirei à terra de Israel. 13Então, reconhecereis que Eu sou o Senhor Deus, quando abrir as vossas sepulturas e vos fizer sair delas, ó meu povo. 14Introduzirei em vós o meu espírito e vivereis; estabelecer-vos-ei na vossa terra. Então, reconhecereis que Eu, o Senhor, falei e agi» - oráculo do Senhor.



Comentário
Na leitura de Ezequiel, o Espírito dá vida aos ossos ressequidos. Esse Espírito foi prometido para os últimos tempos. Ele viria e daria aos crentes um espírito novo, uma vida nova.
Cântico -  Confiarei

Evangelho de S. João 20, 19-23
Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, com medo das autoridades judaicas, veio Jesus, pôs-se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco!» 20Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o peito. Os discípulos encheram-se de alegria por verem o Senhor. 21E Ele voltou a dizer-lhes: «A paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, também Eu vos envio a vós.» 22Em seguida, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo. 23Àqueles a quem perdoardes os pecados, ficarão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ficarão retidos.» 24Tomé, um dos Doze, a quem chamavam o Gémeo, não estava com eles quando Jesus veio. 25Diziam-lhe os outros discípulos: «Vimos o Senhor!» Mas ele respondeu-lhes: «Se eu não vir o sinal dos pregos nas suas mãos e não meter o meu dedo nesse sinal dos pregos e a minha mão no seu peito, não acredito.» 26Oito dias depois, estavam os discípulos outra vez dentro de casa e Tomé com eles. Estando as portas fechadas, Jesus veio, pôs-se no meio deles e disse: «A paz seja convosco!» 27Depois, disse a Tomé: «Olha as minhas mãos: chega cá o teu dedo! Estende a tua mão e põe-na no meu peito. E não sejas incrédulo, mas fiel.» 28Tomé respondeu-lhe: «Meu Senhor e meu Deus!» 29Disse-lhe Jesus: «Porque me viste, acreditaste. Felizes os que crêem sem terem visto!»
Comentário

Na leitura do Evangelho Cristo Ressuscitado sopra sobre os apóstolos e comunica-lhes o Espírito Santo. Porquê o sopro? Porque é sinal de vida. Enquanto o oxigénio circular em nós e nos vivificar, teremos vida.

Oração – partilhada
Gesto simbólico
Credo

Professamos a nossa fé, dizendo: “Sim, creio”.

Leitor - Creio em Deus Pai,
Cuja palavra criadora sustém os homens e o mundo, porque ele é a Vida.
Presidente. Acreditais em Deus?
R / Sim, Creio

Leitor – Creio no Filho, Jesus Cristo, nascido entre os mais pobres, solidário connosco, que não nos deixou órfãos e vive no meio de nós.
Presidente. Acreditais em Jesus Cristo
R / Sim, Creio

Leitor – Creio no Espírito Santo, que nos habita e nos enche de força e audácia para sermos anunciadores de vida nova e feliz.
Presidente. Acreditais no Espírito Santo?
R / Sim, Creio

Leitor – Creio na Igreja, que o Espírito Santo renova sem cessar para ser no mundo sinal e sacramento de fraternidade.
Presidente. Acreditais na Igreja?
R / Sim, Creio

Leitor – Creio na vida eterna, porque o Espírito do Senhor nos fez renascer e dará a vida em plenitude no final dos tempos.
Presidente. Acreditais na vida eterna?
R / Sim, Creio

Cântico – Vede Senhor
Oração – (feita por 7 pessoas – sete velas)


  1. Nas noites de desânimo e medo,


Quando ficamos sozinhos,

Sem encontrar caminho,
Ilumina os nossos passos,
Espírito de LUZ.


  1. Nos dias de luta e cansaço,
nas dúvidas e incertezas,

quando nos falta o sossego,

acalma os nossos temores,
Espírito de PAZ.


  1. No sofrimento dos pobres,

e na injustiça que oprime,

quando os humildes nos chamam,

aumenta a nossa coragem,
Espírito de FORTALEZA.


  1. Quando chegam os momentos de tristeza,

e perdemos ilusões e esperanças,

quando chora o coração ferido,

estende para nós a tua mão amiga.
Espírito de ALEGRIA.


  1. Para nunca desanimar na vida,

e oferecer sempre irmãos

trabalho, amor e serviço,

dá-nos um coração generoso,
Espírito de JUVENTUDE


  1. Para seguir a Jesus,

Caminho, Verdade e Vida,

e sentir a sua amizade que nos vivifica,

dá-nos sede do infinito,
Espírito de VIDA.


  1. Para poder testemunhar, alegres,

nas palavras e na vida,

Que existe um Deus que nos ama,

Ensina-nos a ser irmãos,
Espírito de AMOR.

Gesto – Imposição das mãos (feito em silêncio)
CD – Ruah – interiorizar
Pai – Nosso

Envio: Levemos para toda a parte a bênção de Deus, ele que é Pai, Filho e Espírito Santo. Ámen
Cântico – Dar mais


Bento XVI, Papa há sete anos

Bento XVI, Papa há sete anos

domingo, 1 de abril de 2012

Mensagem do Papa ao 27º Dia Mundial da Juventude

Mensagem do Papa ao 27º Dia Mundial da Juventude

Semana Santa.wmv

Via Sacra

I. Estação – Jesus é condenado à morte 
Mt. 27, 22-26 Pilatos disse-lhes: «Que hei-de fazer, então, de Jesus chamado Cristo?» Todos responderam: «Seja crucificado!» Pilatos insistiu: «Que mal fez Ele?» Mas eles cada vez gritavam mais: «Seja crucificado!» 
Pilatos, vendo que nada conseguia e que o tumulto aumentava cada vez mais, mandou vir água e lavou as mãos na presença da multidão, dizendo: «Estou inocente deste sangue. Isso é convosco.» E todo o povo respondeu: «Que o seu sangue caia sobre nós e sobre os nossos filhos!» 

Oração: Senhor ao fazer-Te Deus – connosco Tu elevas a dignidade humana. E nós escutamos: “Seja crucificado!” Não é a Ti, Elerno Vivente, mas a si próprio que o homem condena à morte quando não se importa que a injustiça prevaleça… É pelo homem que o Homem sofre. 

Cântico – Via de Amor

II. Estação – Jesus leva a cruz aos ombros 
Mt. 27, 27-31 Coroação de espinhos (Mc 15,16-20; Jo 19,1-3) - Os soldados do governador conduziram Jesus para o pretório e reuniram toda a corte à volta dele. Despiram-no e envolveram-no com um manto escarlate. Tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e uma cana na mão direita. Dobrando o joelho diante dele, escarneciam-no, dizendo: «Salve! Rei dos Judeus!» E, cuspindo-lhe no rosto, agarravam na cana e batiam-lhe na cabeça. Depois de o terem escarnecido, tiraram-lhe o manto, vestiram-lhe as suas roupas e levaram-no para ser crucificado. 

Oração: Ó Bom Pastor que hoje e sempre carregas toda a humanidade como carregaste alegremente a ovelha perdida.

Cântico: O Senhor é meu Pastor

III. Jesus é ajudado por Simão de Cirene
Mt. 27, 32 32À saída, encontraram um homem de Cirene, chamado Simão, e obrigaram-no a levar a cruz de Jesus.

Oração: Senhor Jesus, Tu não fechas os olhos à realidade da cruz e do sofrimento, mas nos dizes que só carregando com amor a nossa e a cruz do outro é possível enfrentar, aliviando, as múltiplas provações da vida.

IV. Verónica enxuga a face de Jesus
Sl 27, 8-9 O meu coração murmura por ti,
os meus olhos te procuram;
é a tua face que eu procuro, SENHOR.
Não desvies de mim o teu rosto,
nem afastes, com ira, o teu servo.
Tu és o meu amparo: não me rejeites nem abandones,
ó Deus, meu salvador!

Oração: Ó Senhor, ajuda-nos a não pensarmos só em nós mesmos, e não estragarmos a alegria dos outros, com os nossos relatos de sofrimentos e traições. Torna-nos capazes de valorizar todos os pequenos gestos de amor que cheguem até nós como uma caricia tua, como um alento que nos dá força. 

Cântico – Via de Amor

V. Jesus encontra as mulheres de Jerusalém
Lc. 23, 27-31 Seguiam Jesus uma grande multidão de povo e umas mulheres que batiam no peito e se antes por vós mesmas e pelos vossos filhos; pois virão dias em que se dirá: ‘Felizes as estéreis, os ventres que não geraram e os peitos que não amamentaram.’ Hão-de, então, dizer aos montes: ‘Caí sobre nós!’ E às colinas: ‘Cobri-nos!’ Porque, se tratam assim a árvore verde, o que não acontecerá à seca?» 

Oração: Ó Jesus, olha a multidão destas mulheres sobre a terra… Choram sim… Mulheres que no Teu e no seio da Tua Mãe derramam o rio das suas lágrimas para que cada dor tenha a sua compaixão, a graça do amor redime. 

Cântico – Via de Amor

VI. Jesus despojado das suas vestes
Mt 27, 33-37 Quando chegaram a um lugar chamado Gólgota, isto é, «Lugar do Crânio», deram-lhe a beber vinho misturado com fel; mas Ele, provando-o, não quis beber. Depois de o terem crucificado,repartiram entre si as suas vestes, tirando-as à sorte. Ficaram ali sentados a guardá-lo. Por cima da sua cabeça, colocaram um escrito, indicando a causa da sua condenação: «Este é Jesus, o rei dos Judeus.» 

Oração: Ó Senhor entraste no mundo despojando-te da tua glória de Filho de Deus, para nasceres Filho do Homem e o elevares a filho de Deus.

Cântico: O Senhor é meu Pastor

VII. Jesus é sepultado
Mt. 27, 59-61 José tomou o corpo, envolveu-o num lençol limpo e depositou-o num túmulo novo, que tinha mandado talhar na rocha. Depois, rolou uma grande pedra contra a porta do túmulo e retirou-se. Maria de Magdala e a outra Maria estavam ali sentadas, em frente do sepulcro. 

Oração: Sobre o monte do Calvário impõe-se um profundo silêncio ponto. A dor já não tem lágrimas, nem palavras. Agora o Servo Sofredor, dorme, vigiado pelos guardas, mas não está sepultado com Ele a destemida esperança. Sim, porque depois do Seu profundo tormento ele verá a Luz. 

Cântico: O Senhor é meu Pastor

VIII. Ressurreição de Jesus 

Oração: Espontânea

Cântico: Tu és fonte de Vida