sábado, 11 de maio de 2013

Do abismo profundo chamo por Vós, Senhor


Do profundo abismo chamo por Vós, Senhor:
Senhor, escutai a minha voz.
Estejam vossos ouvidos atentos
À voz da minha súplica.

Se tiverdes em conta as nossas faltas,
Senhor, quem poderá salvar-se?
Mas em Vós está o perdão,
Para serdes temido com reverência.

Eu confio no Senhor,
A minha alma confia na sua palavra.
A minha alma espera pelo Senhor
Mais do que as sentinelas pela aurora.

Mais do que as sentinelas pela aurora,
Israel espera pelo Senhor,
Porque no Senhor está a misericórdia
E com Ele abundante redenção
Ele há-de libertar Israel
De todas as suas faltas.

Defendei-me, Senhor: Vós sois o meu refúgio.
Digo ao Senhor: “Vós sois o meu Deus, sois o meu único bem”.
Para os santos da terra, admiráveis em seu poder,
Vai todo o meu afecto.

Sem comentários: