segunda-feira, 1 de abril de 2013

Páscoa . O nascer do sol


Leitura - Do Evangelho segundo S. Mateus (28, 1-10)

 1Terminado o sábado, ao romper do primeiro dia da semana, Maria de Magdala e a outra Maria foram visitar o sepulcro. 2Nisto, houve um grande terramoto: o anjo do Senhor, descendo do Céu, aproximou-se e removeu a pedra, sentando-se sobre ela. 3O seu aspecto era como o de um relâmpago; e a sua túnica, branca como a neve. 4Os guardas, com medo dele, puseram-se a tremer e ficaram como mortos. 5Mas o anjo tomou a palavra e disse às mulheres: «Não tenhais medo. Sei que buscais Jesus, o crucificado; 6não está aqui, pois ressuscitou, como tinha dito. Vinde, vede o lugar onde jazia 7e ide depressa dizer aos seus discípulos: ‘Ele ressuscitou dos mortos e vai à vossa frente para a Galileia. Lá o vereis.’ Eis o que tinha para vos dizer.»
8Afastando-se rapidamente do sepulcro, cheias de temor e de grande alegria, as mulheres correram a dar a notícia aos discípulos. 9Jesus saiu ao seu encontro e disse-lhes: «Salve!» Elas aproximaram-se, estreitaram-lhe os pés e prostraram-se diante dele. 10Jesus disse-lhes: «Não temais. Ide anunciar aos meus irmãos que partam para a Galileia. Lá me verão.»

 Comentário

 Os inimigos de Jesus julgavam ter posto a palavra fim na história de Jesus de Nazaré. Pensavam que lhe tinham posto uma pedra por cima. Mas enganaram-se.
De manhãzinha, ao nascer do sol, Jesus sai glorioso do túmulo como um novo sol que brilha sobre toda a humanidade. Jesus Ressuscitado é um novo sol.
Com a sua ressurreição ilumina a nossa vida: sabemos que estamos destinados a ressuscitar como ele. Nesse dia, viveremos para sempre felizes num dia sem ocaso.

Oração

Senhor, faz de nós testemunhas desta nova aurora, faz de nós testemunhas da ressurreição de Cristo.

Sem comentários: