quarta-feira, 3 de abril de 2013

Páscoa - O Caminho


Leitura - Do Evangelho segundo S. Lucas (24, 13-19.25-27)

Nesse mesmo dia iam dois dos discípulos para uma aldeia chamada Emaús, a cerca de onze quilómetros de Jerusalém. Pelo caminho iam a falar com um com o outro a respeito de tudo o que tinha acontecido. No meio da conversa, Jesus aproximou-se e pôs-se a caminho com eles. Mas eles, embora o vissem, não o reconheceram. Jesus então perguntou-lhes:
- Que é que estais a discutir pelo caminho?
Eles pararam, com ar muito triste. Um deles, que se chamava Cléofas, respondeu:
- Serás tu o único visitante que não sabe o que se passou em Jerusalém nestes últimos dias?
E ele perguntou-lhe:
- Mas o que aconteceu?
Eles responderam:
- O que se passou com Jesus de Nazaré…
Jesus então disse-lhe:
- Mas que falhos de entendimento sois vós, e que lentos para acreditardes em tudo o que os profetas disseram! Então o Messias não tinha de sofrer tudo isso antes de ser glorificado?
E pôs-se a explicar-lhes o que acerca dele se dizia em todas as Escrituras, começando pelos livros de Moisés e seguindo por todos os livros dos profetas.

Comentário
Havia um caminho que ia de Jerusalém para Emaús. Por ele caminhavam dois homens profundamente desiludidos. Afinal o seu amigo, em quem tinham confiado, estava morto e sepultado.
Mas o estranho caminheiro explicas-lhes as Escrituras, segundo as quais era preciso passar pela morte para entrar numa outra vida nova.
Não podemos ver, pela fé, a presença do Ressuscitado a falar-nos ao longo do nosso caminho. Na nossa mochila de peregrinos não pode faltar a Bíblia. a Palavra de Deus será a bússola.

Oração
Senhor, que o nosso caminho iluminado pela Palavra nos conduza um dia à felicidade plena, perfeita.

Sem comentários: