terça-feira, 16 de abril de 2013

Eu Te procuro, Senhor (Sl 42)


Como o veado corre em busca de água fresca,
Assim eu Te procuro ansiosamente, Senhor.
Andei por terras estrangeiras,
Esbanjei riquezas e dignidade
E senti-me desprezado e vil.

Comi o pão amargo da solidão,
Vesti os andrajos do pecado e da frustração,
Perdi a alegria e o gosto de viver.
Que saudades sinto, Senhor, da Tua companhia
E da felicidade que outrora experimentei!

Por isso, cansado e de mãos vazias,
Te procuro dia e noite,
Invocando a tua misericórdia.
Conduz-me, Senhor, novamente à tua casa,
Onde me sentarás à tua mesa,
Me abraçarás e farás uma festa.

Então, ficarei contigo para sempre,
Louvarei eternamente o teu amor e fidelidade
E celebrarei com meus irmãos
A tua Salvação.

Sem comentários: