domingo, 24 de março de 2013

Perdoa...


Perdoa Senhor o nosso dia,
A ausência de gestos corajosos,
A fraqueza de actos consentidos,
A vida e os momentos mal amados.

Perdoa o espaço que Te não demos,
perdoa porque não nos libertámos,
 perdoa as correntes que pusemos
Em Ti, Senhor porque não ousámos.

Contudo faz-nos sentir,
perdoar é esquecer a antiga guerra
e, partindo, recomeçar de novo
como o sol que sempre beija a terra.

Sem comentários: