sábado, 9 de março de 2013

CELEBRAÇÃO QUARESMAL




1º Leitor: Lc. 23, 33-34                                  (Pai perdoa-lhe…)

33Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, crucificaram-no a Ele e aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda. 34*Jesus dizia: «Perdoa-lhes, Pai, porque não sabem o que fazem.»
Depois, deitaram sortes para dividirem entre si as suas vestes.

2º Leitor: Lc. 23, 39-43                                  (O bom ladrão…)

39Ora, um dos malfeitores que tinham sido crucificados insultava-o, dizendo: «Não és Tu o Messias? Salva-te a ti mesmo e a nós também.»
40*Mas o outro, tomando a palavra, repreendeu-o: «Nem sequer temes a Deus, tu que sofres o mesmo suplício? 41Quanto a nós, fez-se justiça, pois recebemos o castigo que as nossas acções mereciam; mas Ele nada praticou de condenável.»
42*E acrescentou: «Jesus, lembra-te de mim, quando estiveres no teu Reino.»
43*Ele respondeu-lhe: «Em verdade te digo: hoje estarás comigo no Paraíso.»

3º Leitor: Mt. 26, 69-75                                (Negação e conversão de Pedro)

69Entretanto, Pedro estava sentado no pátio. Uma criada aproximou-se dele e disse-lhe: «Tu também estavas com Jesus, o Galileu.» 70Mas ele negou diante de todos, dizendo: «Não sei o que dizes.» 71*Dirigindo-se para a porta, outra criada viu-o e disse aos que ali estavam: «Este também estava com Jesus, o Nazareno.» 72Ele negou de novo com juramento: «Não conheço esse homem.» 73Um momento depois, aproximaram-se os que ali estavam e disseram a Pedro: «Com certeza tu és dos seus, pois até a tua maneira de falar te denuncia.» 74Começou, então, a dizer imprecações e a jurar: «Não conheço esse homem!»
No mesmo instante, o galo cantou. 75*E Pedro lembrou-se das palavras de Jesus: «Antes de o galo cantar, me negarás três vezes.» E, saindo para fora, chorou amargamente.

1º Leitor: Jo. 20, 19-23                                 (A Paz e a missão de perdoar)

19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas do lugar onde os discípulos se encontravam, com medo das autoridades judaicas, veio Jesus, pôs-se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco!» 20*Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o peito. Os discípulos encheram-se de alegria por verem o Senhor. 21E Ele voltou a dizer-lhes: «A paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, também Eu vos envio a vós.» 22Em seguida, soprou sobre eles e disse-lhes:
«Recebei o Espírito Santo. 23*Àqueles a quem perdoardes os pecados, ficarão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ficarão retidos.»

Meditação: Arrepender-se, pedir perdão e perdoar. A nossa meta é a perfeição infinita “sede perfeitos como o vosso Pai do Céu é perfeito”.
A vida é um desenvolvimento para a perfeição
A mediocridade, a instalação, a preguiça.
O desleixo são o clima de todas as infecções, do egoísmo e da corrupção.
O perdão é caminho da perfeição, da alegria e felicidade. Da saúde mental e espiritual
Da personalidade forte, empenhada e feliz.

Catequista
Exame de Consciência

·       Gosto de perdoar?
·       Tomo a iniciativa de perdoar…
·       Procuro o perdão com humildade e alegria.
·       Sinto que não me humilha, mas me fortalece e dá felicidade?

II Condutor
Jesus Ressuscitado instituiu um sacramento para:

1º Leitor: O perdão: “aqueles a quem perdoardes”
2º Leitor: É missão da Igreja tornar visível e proporcionar a experiência sensível do Autor do perdão.
Na confissão é cada um que procura esta experiência como Pedro, Madalena ou o Bom Ladrão.

Presidente: O Padre torna Jesus presente como na missa. É uma missão que proporciona uma experiência sensível ao penitente. Por isso é Sacramento – Sinal.

Catequista

Exame de Consciência

·       Como preparar a confissão
·       Com que regularidade a prático
·       Experimenta que é ponto de chegada e partida para o perdão e perfeição.

Sem comentários: